Jornal de Angola Faz uma Falsa Noticia Afirmado que o músico Kid MC “Apoia o Canditadato do Povo”

Errata ao artigo publicado no Jornal de Angola, no dia 17 de agosto de 2012, na secção Gente, página 43, em que é afirmado que o músico Kid MC apoia o candidato do povo.
Para a produtora Mad Tapes, foi uma surpresa de mau grado ver publicado tal afirmação, pois é sabido que Kid MC nunca apoiou qualquer candidatura nem tem interesse em apoiar, seja qual for o partido político, assim como é sabido que a Mad Tapes é uma produtora independente á 13 anos, desde que entrou no mercado angolano.
Odete Rabaça, directora-geral da produtora Best Eventos, empresa sediada na província do Uíge, ficou igualmente surpreendida  com o artigo publicado no Jornal de Angola. Afirmou no entanto que “a actividade realizada a 10 de agosto de 2012, foi em alusão á celebração do 2º aniversário da produtora Best Eventos, em que decidiu realizar um desfile de moda e apresentar como convidados especiais, os kuduristas – Os Lambas e o rapper – Kid MC, e não se tratando de um evento em apoiar o aclamado candidato do povo.
Uma vez mais, Samurai, director-geral da produtora Mad Tapes, insistiu mencionar que a produtora é independente e que não participa em qualquer tipo de actividade relacionada com política ou relacionada com campanhas eleitorais. Aproveitou também a ocasião para comentar que recusou várias propostas de vários partidos, que quiseram contratar músicos da produtora Mad Tapes para fins de campanha eleitoral. “Parece-me a mim, que existe aqui uma aparente intenção de descredibilizar a produtora/editora e o artista” disse ainda o director-geral da Mad Tapes.
Já o rapper Kid MC, afirmou ficar desiludido com o artigo publicado, por ser uma falsa informação. No entanto, fez questão de afirmar “ Sou um cidadão apartidário, ou seja, sou um cidadão que não segue nenhum partido ou facção e que nunca apoiou partidos políticos ou campanhas eleitorais”.
Disse ainda que “Os meus fãs e seguidores da cultura hip hop sabem quem eu sou e de onde venho, pois conhecem o meu conteúdo lírico. Seria mais fácil, outros partidos fazerem-me o convite para eu participar numa campanha eleitoral, devido ao meu conteúdo intervencionista, coisa que jamais iria aceitar, pois sou fiel aos meus ideais, do que ser convidado pelo partido em causa, o partido do poder”.
Por fim concluiu “Kid MC não representa políticos, mas sim o povo”.
Samurai, fez questão também de esclarecer 2 pontos. Primeiro que Kid MC, realizou uma sessão de autógrafos e de vendas do álbum “Incorrigível” no Hotel Cuílo, e não no mercado municipal e na portaria do Hotel Bago Vermelho, como é referido no artigo publicado pelo Jornal de Angola a 17 de agosto de 2012 e segundo, que na promoção do evento no Uíge, tanto no spot de televisão, como no spot de rádio e cartazes do evento, não houve qualquer menção  a qualquer partido político, assim como, na sala onde decorreu o show não haver uma única bandeira, t-shirt ou outros elementos que fizessem crer que o evento se tratava de uma campanha eleitoral como se pode comprovar na fotos e vídeo do espectáculo. 
Fonte: www.madtapes.blogspot.pt

KOLLY AKA P.GANGSTA. Com tecnologia do Blogger.